A minúscula sonda lunar chinesa Longjiang-2, também conhecida como DSLWP-B, caiu intencionalmente no lado oposto da Lua, em 31 de julho, segundo o Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial da Administração Nacional do Espaço da China.

Pesando 47kg, a Longjiang-2 foi enviada ao espaço em 21 de maio de 2018, juntamente com o satélite de revezamento Chang’e-4, e entrou na órbita lunar quatro dias depois. A sonda operou em por 437 dias, ultrapassando sua vida projetada de um ano.

publicidade

A sonda então foi derrubada de forma controlada às 10h20 (horário de Brasília) em 31 de julho.

Como parte da cooperação internacional por trás da missão chinesa Chang’e-4, a Longjiang-2 também carregava uma câmera óptica que capturou 30 imagens da Lua em alta definição.

O Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial disse que foi uma conquista de cooperação espacial importante para os países que participam da iniciativa.

O programa impulsionou a cooperação não-governamental entre os desenvolvedores do satélite do Instituto de Tecnologia de Harbin, no nordeste da China, e equipes de pesquisa em países como Japão, Alemanha e Holanda.

Via: Space