A operação começou ontem, quarta-feira, dia 7 de agosto – e é a primeira de um carro autônomo na cidade de Nova York. Os veículos foram desenvolvidos pela Optimus Ride – uma empresa baseada na cidade de Boston. Inicialmente, os veículos circulam num trajeto pré-determinado, junto a uma parte do porto da cidade. Também por enquanto, todos os carros sempre levam junto aos passageiros um motorista – que é também um engenheiro de software – para qualquer eventualidade. O conjunto de sensores colocados nesses carros autônomos não é muito diferente dos usados em outras experiências: radares a laser, sensores de aproximação e sensores de movimento. Tudo controlado por um sistema inteligente individual, que se conecta a uma central. Segundo a Optimus Ride, a expectativa é que os carros passem a operar de maneira completamente autônoma – sem um motorista para emergências – daqui a cerca de um ano. Ainda que a experiência de Nova York chame a atenção, ela está relativamente atrasada ao que já acontece em outras cidades, como Phoenix, no Arizona, onde carros da Waymo – empresa do Google – e também da Uber já fazem transporte de passageiros por ruas comuns da cidade – e não num trajeto pré-deteminado.

publicidade