Notícias

Governo dos EUA pede para que usuários não armem seus drones

23/08/19 20h51, atualizada em 23/08/19 21h28

A essa altura do campeonato, você provavelmente deve saber que é ilegal pilotar um drone armado por aí, certo? Mas, se ainda restar alguma dúvida, a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) tem uma mensagem para você: drones e armas são “uma mistura perigosa”. E nem tente bancar o engraçado, que essa aventura pode lhe custar US$ 25 mil (cerca de 100 mil reais).

A agência governamental enviou, na última quinta-feira (22), um aviso alertando o público “de que é ilegal operar um drone com uma arma perigosa anexada”. Por arma perigosa, entenda-se “qualquer item que seja usado ou possa ser facilmente capaz de causar morte ou lesões corporais graves”, como bombas, lança-chamas e até fogos de artifício. Operar um drone com algum desses itens “pode resultar em danos significativos a uma pessoa e à sua conta bancária”, ameaça a FAA.

De acordo com o alerta, operar um drone com arma perigosa é uma violação da Seção 363 da Lei de Reautorização da FAA, de 2018, e pode resultar em multas de até US$ 25 mil por violação – a menos que o operador do drone tenha “autorização específica da FAA para realizar a operação”. Outras leis estaduais e federais que restringem o uso de armas também podem se aplicar a estes casos.

Desde que a tecnologia de drones disparou no mercado, casos de drones comerciais com armas têm sido cada vez mais comuns. O exemplo abaixo é o Throwflame, que pode ser comprado por qualquer cidadão norte-americano. Imagine o perigo…

Fonte: The Verge

Deixe sua opinião
Tags