EnglishPortugueseSpanish

Um relógio atômico que poderia abrir caminho para viagens espaciais autônomas foi ativado com sucesso na semana passada e está pronto para começar sua demonstração tecnológica de um ano, confirmou a equipe da missão na sexta-feira (23). Lançado em junho, o Deep Space Atomic Clock (DSAC) da Nasa é um passo fundamental para permitir que naves espaciais trafeguem com segurança nas profundezas do espaço, em vez de confiar no processo de receber direções a partir da Terra.

Desenvolvido no Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa em Pasadena, Califórnia, o relógio é o primeiro cronômetro estável o suficiente para mapear a trajetória de uma nave no espaço e ao mesmo tempo pequeno o suficiente para voar a bordo da espaçonave. Um relógio mais estável pode operar mais longe da Terra, onde precisa funcionar bem por períodos maiores.

publicidade

Os relógios atômicos, como os usados em satélites de GPS, medem a distância entre os objetos ao calcular quanto tempo um sinal leva para viajar do ponto A ao ponto B. Para a exploração espacial, eles devem ser extremamente precisos, já que o erro de um segundo significa muito. Até 50 vezes mais estável do que os relógios atômicos em satélites GPS, o relógio espacial de íon de mercúrio, como o Deep Space Atomic Clock, só perde um segundo a cada 10 milhões de anos, como provado em testes controlados na Terra.

Os navegadores usam atualmente relógios atômicos, que podem levar minutos e horas para enviar um sinal da Terra para a espaçonave. Já um relógio a bordo de uma espaçonave permitiria que ela calculasse sua própria trajetória, em vez de esperar que navegadores da Terra enviassem essa informação. Esse avanço liberaria as missões para viajar mais longe e, eventualmente, transportar os humanos com segurança para outros planetas.

Nos próximos meses, a equipe medirá o desempenho do relógio em relação ao tempo, levando em conta até nanossegundos. Os resultados começam a contagem regressiva para um dia em que a tecnologia pode ajudar os astronautas a navegar com segurança para outros mundos. O Deep Space Atomic Clock está atualmente hospedado em uma espaçonave fornecida pela General Atomics Electromagnetic Systems de Englewood, Colorado.

Via: JPLNasa

publicidade