EnglishPortugueseSpanish

A Livraria Cultura, como tentativa de se recuperar de uma dívida de R$ 285 milhões, colocou à venda o site Estante Virtual, seu sebo online. A venda do site, estimado em R$ 44 milhões, foi aprovada pela assembleia de credores da livraria na última sexta-feira (20). Além do valor de venda, o grupo pode oferecer créditos tributários estimados no valor de R$ 32 milhões.

A decisão veio após a Livraria Cultura solicitar recuperação judicial em outubro de 2018. Grande parte da dívida é com fornecedores e bancos. O plano de recuperação judicial foi aprovado e homologado em abril deste ano e vai servir como uma tentativa de reerguer a Livraria Cultura.

publicidade

Segundo Fabiana Solano, advogada que atua na defesa do Grupo Cultura, a petição com o pedido de homologação também firma o compromisso de pagamento dos credores.

A venda do Estante Virtual é uma tentativa de gerar caixa para a empresa “diante da manutenção da crise financeira aguda no Brasil”. Internamente, o site é considerado uma Unidade Produtiva Isolada (UPI), por isso, ele pode ser vendido de forma independente do restante da empresa.

De acordo com a ata enviada à Justiça, a Cultura considera que o Estante Virtual “não tem, neste momento, importância estratégica para a operação”. A partir de agora, o site pode ser oferecido para empresas do setor. Ainda não há informações sobre ofertas de compra.

Via: Estado de São Paulo