EnglishPortugueseSpanish
publicidade

“Fornecido com um traje especial, o homem pode sobreviver e trabalhar em espaço aberto. Obrigado por sua atenção”, dizia o curto relatório pós-missão de Alexei Leonov em 1965. 

Nesta sexta-feira (11), o cosmonauta e primeira pessoa a andar no espaço morreu aos 85 anos. A causa da morte não foi divulgada, sabe-se apenas que ele já estava lutando contra uma doença de longa data. As informações são da agência espacial russa Roscosmos

publicidade

Foi em 18 de março de 1965, quando Alexei Leonov deu um salto de fé e ciência. Era a primeira vez que um humano saía de uma espaçonave para pisar em território extraterrestre. Ele passou 12 minutos preso à cápsula durante a missão Voskhod 2 em 1965, o que quase terminou em desastre quando o traje espacial se expandiu. Leonov teve que liberar a pressão do traje para se espremer na câmara no final da caminhada espacial. 

Ainda, por muito tempo, após sua aposentadoria no início dos anos 90, o astronauta russo manteve contato com os esforços de exploração espacial da Roscosmos e da Nasa. No início deste ano, os cosmonautas da Estação Espacial Internacional registraram cumprimentos de aniversário para Leonov no espaço.

“Um dos primeiros cosmonautas da era espacial mundial, Alexei Leonov estava comprometido com sua pátria e sua causa, seu nome está marcado em ouro na história da exploração espacial mundial”, disse Roscosmos.

A Nasa também prestou homenagem a Leonov nesta sexta (11). “Seu empreendimento no vácuo do espaço começou a história de atividade extraveicular que possibilita a manutenção da Estação Espacial de hoje”, tuitou a Nasa. 

publicidade

As caminhadas espaciais são agora uma parte rotineira do trabalho espacial. Dois astronautas da Nasa estão realizando uma hoje (11) fora da ISS para instalar novas baterias.

No livro “Dois Lados da Lua”, coescrito com o astronauta da Nasa Apollo, David Scott, Leonov relatou a bela e angustiante experiência de sua missão de caminhada espacial.

Via: Cnet