EnglishPortugueseSpanish

WhatsApp bloqueia contas de farmácias

Redação 23/10/2019 22h28, atualizada em 24/10/2019 00h00

A Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), que representa as farmácias de manipulação de todo o país, foi à Justiça para representar mais de 500 estabelecimentos que tiveram suas contas bloqueadas no WhatsApp Business. Os perfis eram de empresas, que usavam o aplicativo de mensagens para contatar os seus clientes, para trocar mensagens sobre remédios e tirar dúvidas dos consumidores.

Segundo a associação, o número de bloqueios aumentou gradativamente. Nos últimos dez dias, porém, isso se intensificou, o que fez a entidade procurar uma solução judicial. Uma possível explicação, seria o envio de orçamentos de medicamentos aos clientes, a partir de prescrições médicas. No entanto, a associação afirma que os estabelecimentos têm permissão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, para atendimento e venda online de produtos e remédios.

publicidade

Este é o segundo escândalo recente envolvendo o WhatsApp. No início desse mês, o Olhar Digital noticiou com exclusividade, que diversos tatuadores tiveram suas contas no aplicativo removidas, sem motivo aparente. Sobre o segundo caso, o WhatsApp ainda não se pronunciou.