A Telefônica Brasil e a TIM vão considerar a compra de ativos da rival Oi, se eles forem colocados à venda. A afirmação foi feita pelos presidentes-executivos Pietro Labriola, da TIM e Christian Gebara, da Telefônica Brasil, durante a feira de telecomunicações FutureCom 2019, em São Paulo.

O vice-presidente da Oi, Rodrigo Abreu, por sua vez, disse que a operadora vai considerar vender sua operação de telefonia móvel se receber ofertas atraentes. Além da Telefônica Brasil e da TIM, a operadora Claro, do grupo América Móvil, também está aberta a discutir um acordo com a Oi.

publicidade