EnglishPortugueseSpanish

A iFixIt, empresa especializada no reparo de eletrônicos e conhecida por seus vídeos desmontando e analisando novos produtos, publicou um artigo onde analisa os novos AirPods Pro e conclui que eles tem reparabilidade zero. Ou seja, se danificados, não podem ser consertados.

Segundo a empresa o design dos acessórios, com peças coladas uma nas outras, combinado com a inexistência de peças sobressalentes torna qualquer tentativa de reparo imprática e não econômica.

publicidade

Para abrir os AirPods Pro foi necessário usar uma morsa para romper lacres com adesivo e acessar os componentes internos. Obviamente, depois de tanta força aplicada não é possível colocar tudo de volta. A placa de circuitos e sensor de toque ficam no “caule” dos AirPods, e não podem ser removidos a não ser que o plástico seja cortado com um bisturi.

A falta de reparabilidade não é uma novidade. Gerações anteriores dos AirPods, como os AirPods 2 lançados em março deste ano, também não podem ser reparados. Entretanto, neste quesito os concorrentes estão à frente da Apple. Um desmonte dos Galaxy Buds, da Samsung, mostrou que não só os fones são fáceis de desmontar (e montar novamente), como a bateria é removível.

Vale lembrar que a Apple oferece um plano de “assistência” para os AirPods Pro através do serviço AppleCare+. A adesão ao plano custa US$ 29 e por mais US$ 29 a Apple substitui fones ou carregador danificados, menos do que os US$ 249 de um novo par (R$ 2.249 aqui). A cobertura é válida por dois anos e limitada a dois incidentes. 

publicidade

Fonte: iFixIt