A startup curitibana Cycor Cibernética desenvolveu uma mão elétrica implantável e um exoesqueleto, que permitirá que pessoas paraplégicas e tetraplégicas caminhem. A empresa criou uma placa capaz de conectar os impulsos elétricos do corpo a diferentes tipos de máquinas.

A neuroengenheira Michele de Souza, responsável pela empresa, diz que a mão eletrônica custará cerca de R$ 5 mil e o exoesqueleto custará cerca de R$ 30 mil. Atualmente, no mercado, um exoesqueleto custa por volta de R$ 800 mil. Até agora, 92 pessoas estão na fila de espera para receber os produtos da Cycor Cibernética.

publicidade