O senador americano Ron Wyder pediu à Comissão Federal de Comunicações (FCC) o estabelecimento de novas regulamentações que forcem as empresas a proteger redes 5G contra interceptações e rastreamentos ilegais. Lançada recentemente, a rede 5G ainda sofre com vulnerabilidades que podem ser exploradas por hackers.

O temor dos americanos vem por conta de episódios recentes. No ano passado, o Departamento de Segurança Interna revelou evidências de que equipamentos de rastreamento estavam sendo usados perto da Casa Branca. Os dispositivos conhecidos como coletores IMSI imitam torres de celular e podem ser usados para identificar com precisão a localização de um telefone celular.

publicidade

Um relatório de setembro de 2018, feito pelo Conselho de Segurança, Confiabilidade e Interoperabilidade das Comunicações (CSRIC) da FCC afirmou que os ataques podem ser reduzidos com melhorias na rede. No entanto, os celulares ainda podem ficar vulneráveis. O CSRIC recomendou que fossem realizadas criptografias e autenticações para evitar ataques, no entanto, não recomendou nenhuma ação regulatória, afirmando que o governo deve apenas fornecer avaliações de ameaça às empresas e deixá-las tomar suas próprias medidas.

Para Wyden, “o mercado falhou em incentivar a cibersegurança em parte porque os consumidores não têm como comparar as práticas das empresas de telefonia”.

 

Via: GizModo