EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma espécie que foi considerada extinta pelos cientistas há 30 anos foi vista neste mês. O chamado chevrotain, ou trágulo, de dorso prateado (Tragulus versicolor) – um animal que parece uma mistura de cervo com rato – foi fotografado no Vietnã e colocou em xeque seu status de extinção.

Na segunda-feira (11), Andrew Tilker, oficial de espécies asiáticas da Global Wildlife Conservation, e seus colegas publicaram um artigo na revista Nature Ecology and Evolution detalhando o uso de armadilhas para tirar fotos do chevrotain de dorso prateado. “Havia um ponto de interrogação pairando sobre seu status atual. Apagar esse ponto de interrogação foi uma grande coisa para nós”, disse Tilker à New Scientist

publicidade

Cada armadilha estava equipada com sensores de movimento e calor que acionavam a câmera para fotografar qualquer objeto que passasse por perto. Em mais de 200 ocasiões, as armadilhas registraram imagens de chevrotains em uma floresta perto da cidade de Nha Trang.

As imagens não foram somente as primeiras detecções confirmadas da espécie desde 1990, como também foram os primeiros registros do animal na natureza. A reafirmação da existência do chevrotain de dorso prateado é muito importante, uma vez que a perda de uma única espécie pode ter um efeito dominó em um ecossistema, fazendo com que outras espécies sigam o exemplo. Além disso, a biodiversidade da Terra está ligada a tudo, desde a qualidade do ar até a saúde.

“Por tanto tempo, essa espécie aparentemente só existia como parte de nossa imaginação”, afirmou An Nguyen, cientista associado de conservação da Global Wildlife Conservation, em comunicado à imprensa. “Descobrir que ela ainda está lá fora é o primeiro passo para garantir que não perderemos esta espécie novamente, e vamos agir rapidamente para descobrir a melhor forma de protegê-la”.

Fonte: New Scientist/Futurism

publicidade