EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O serviço de streaming Disney + foi lançado em três países nesta semana. Estados Unidos, Canadá e Holanda receberam o acesso ao conteúdo exclusivo. Porém, enquanto a Disney sofre com a alta demanda de usuários, a pirataria também ganhou bastante com o mais novo streaming do mercado.

Não é de hoje que é especulado que o “boom” de plataformas de streaming de vídeo deve contribuir para o crescimento da pirataria. O preço cobrado para assinar todos os serviços é alto, mas não é o único problema. No caso da Disney+, o fato do serviço só ter sido lançado em três países também estimula ações de pirataria.

publicidade

Os fãs de Star Wars que não estão nos Estados Unidos, Canadá ou Holanda, por exemplo, não têm acesso à esperada série original “The Mandalorian”. Assim, caso queiram assisti-la, terão que recorrer à pirataria. Logo após o lançamento oficial, os conteúdos já começaram a ser pirateados sem muita dificuldade, já que usam a mesma criptografia Widevine de outros serviços.

Nos últimos dois dias, “The Mandalorian” se tornou o programa de TV mais pirateado, com centenas de milhares de downloads e transmissões. O fato de o Disney + não estar disponível na maioria dos países torna seu caso semelhante ao de Game of Thrones, lançada pela HBO, que muitos não possuem em suas TVs a cabo.

A Disney já enviou solicitações de remoção de milhares de URLs que hospedam ou vinculam uma cópia não autorizada da série.

Via: Torrent Freak

publicidade