EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Na última quarta-feira (13), o porta-voz do Ministério da Energia do Irã, Mostafa Rajabi, afirmou que o país está oferecendo uma recompensa para quem denunciar a atividade de mineração de bitcoin, que está utilizando energia elétrica subsidiada pelo governo. O denunciante pode receber até 20% das criptomoedas confiscadas.

A região tem sido alvo de mineradores de bitcoin por conta do baixo custo da energia elétrica. O governo subsidia a maior parte da eletricidade fornecida. Nem mesmo escolas e mesquitas pagam pelo uso da energia. No entanto, um aumento de 7% no consumo chamou a atenção. Após investigação, vários mineradores foram pegos usando a energia subsidiada do governo. Em junho, o governo recuperou cerca de R$ 36 milhões de mineradores clandestinos.

publicidade

No mês de outubro, o Ministério Público do Irã alertou a população afirmando que a atividade “rouba o capital do país”, citando a entrada de equipamentos contrabandeados.

Segundo Rajabi, o governo iraniano vai incentivar os mineradores a instalerem suas próprias fazendas de mineração de criptomoeda, afim de resolver o problema de uso ilegal de energia elétrica, principalmente se as instalações utilizarem fonte de energia renovável.