EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, localizada em Pittsburgh, nos EUA, desenvolveram um novo sistema de segurança. A invenção consegue analisar com precisão a localização de um atirador usando apenas os vídeos gravados de 3 smartphones.

Programas de gravação de áudio foram usados anteriormente por agentes da polícia ou forças armadas para identificar locais de risco. Essa nova tecnologia foi baseada nesse mesmo conceito de analisar ameaças. Os profissionais responsáveis pelo estudo descobriram que, ao gravar vídeos por smartphones, existe a oportunidade de determinar a localização exata de um atirador, por exemplo.

publicidade

O produto, nomeado de VERA (Video Event Reconstruction and Analysis), foi construído e desenvolvido no Language Technologies Institute da CMU, com apoio da SITU Research, que disponibilizou sua experiência em arquitetura e balística. A ferramenta foi anunciada mês passado durante a Association for Computing Machinery’s International Conference on Multimedia, na França, como um software de uso livre. 

Diferentemente das matrizes de microfone que processam e analisam sinais para localizar atiradores com atrasos mínimos, o resultado do VERA não é imediato, portanto seu uso deve ser limitado à análise forense pós incidentes. Os criadores acreditam que a novidade pode ser adaptada e disponibilizada para localizar origem de outros fatores que provocam violações aos direitos humanos.

Como funciona

Usando machine learning, o VERA sincroniza cenas dos vídeos gravados em aparelhos celulares independente da situação e, quanto mais imagens, mais precisos serão os resultados. Porém, os pesquisadores afirmam que um bom desempenho depende do uso de 3 smartphones. Quando sincronizada, a ferramenta calcula a posição de origem da gravação com base nos pontos de referência e outros recursos visíveis nas imagens.

Fase de testes

Durante sua criação, o VERA foi testado usando vídeos capturados por três smartphones no primeiro minuto do tiroteio em massa de 2017 em Las Vegas, Nevada. O programa conseguiu estipular com precisão que o atirador estava localizado na ala norte do hotel Mandalay Bay. Confira abaixo:

publicidade

Reprodução