EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, é bastante ativo no Twitter. O bilionário posta constantemente sobre os avanços tecnológicos e novidades sobre suas empresas. Entretanto, ele também utiliza a rede social para compartilhar algumas opiniões sobre alguns assuntos. Como consequência de uma dessas mensagens, o empresário está sendo processado por difamação. 

O julgamento teve início na última terça-feira (3) e deve durar pelos próximos dias. Musk foi acusado de difamação após acusar Vernon Unsworth de pedofilia, mergulhador que desempenhou um papel importante no resgate dos 12 meninos que ficaram presos em uma caverna na Tailândia.

publicidade

Durante o julgamento, em sua defesa, Musk declarou que não sabia que Unsworth era peça fundamental no resgate, ele achou que o mergulhador era apenas “um cara assustador aleatório”.

Musk chegou a se desculpar pelas acusações escritas em seu perfil do Twitter, mas o processo foca na ideia de que ele não se retratou. Em nenhum momento o bilionário deixou claro que não teve a intenção de acusar Unsworth de abuso de menores.

publicidade

Entenda o caso

A história se iniciou no ano passado, durante as operações de resgate dos 12 meninos de um time de futebol e o técnico que ficaram presos em uma caverna na Tailândia. Na época, Musk mobilizou seus engenheiros para construir um submarino para ajudar no resgate, porém, ele e o mergulhador Vernon Unsworth divergiram sobre a maneira de retirar as pessoas da caverna.

Para Unsworth, o que Musk fez foi um “golpe publicitário que não tinha nenhuma chance de funcionar” e que ele deveria “enfiar o minissubmarino onde dói”. Irritado, o CEO da Tesla respondeu a uma série de tuítes de Unsworth falando sobre como sua criação poderia funcionar, e, em seguida, desferiu os insultos sobre o mergulhador ser um “pedófilo” e “estuprador de crianças”. Unsworth informou que entraria com uma ação contra Musk.

Agora, Musk terá de provar seu ponto de vista. De acordo com ele, chamar alguém de pedófilo é um “insulto frívolo”. Isso talvez não seja uma tarefa tão simples.

Via: The Verge