EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Muita gente já se decepcionou ao postar fotos no Twitter e perceber que a imagem ficou com uma qualidade muito inferior a desejada na rede social. Agora, esse problema pode ter sido resolvido. A plataforma anunciou oficialmente que implementou um novo sistema que mantém a qualidade do arquivo JPEG carregado ao invés de diminuí-la.

Engenheiro da rede social, Nolan O’Brien afirmou que as imagens terão 97% da sua qualidade preservada. Como exemplo, postou uma foto com folhas, para conseguir ver a diferença pode ser necessário clicar na foto e dar zoom. O’Brien ainda afirma que o arquivo postado foi codificado em “Guetzli”, um codificador do Google capaz de produzir pequenos arquivos com alta qualidade.

publicidade

 

O novo sistema fornece aos fotógrafos mais controle sobre a qualidade da foto que postam no Twitter. Em outras palavras, o usuário agora terá a opção de publicar a imagem em alta qualidade ou uma versão com resolução inferior. Alguns profissionais, por exemplo, postam propositalmente uma foto com baixa qualidade para protegê-la de uso indevido.

Além disso, o engenheiro confirmou que as imagens postadas continuarão com os dados EXIF removidos. Essas informações podem ser lidas por softwares específicos e mostram, por exemplo, com qual câmera, lente, abertura e velocidade a foto foi tirada. Alguns fotógrafos profissionais também preferem esconder essas informações.

Em um post posterior, O’Brien afirmou que ainda haverá limites de tamanho ou resolução para postagem das fotos, “mas esses limites são muito generosos, de modo que praticamente todas as fotos de 8 megapixels, e até mesmo 16 megapixels, serão preservadas”.

Recentemente, o Twitter também anunciou o suporte para o recurso Live Photos, de iPhones 6S e os modelos mais recentes. A ferramenta possibilita tirar “fotos” de três segundos, que antes eram postadas de forma estática. Agora ela será carregada como um arquivo GIF e será reproduzida repetidamente.

Via: Digital Trends