EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Google precisará se lidar com um problema na Justiça dos Estados Unidos. A Sonos, empresa especializada em áudio que foi pioneira em sistemas multiambiente de caixas de som conectadas, que permitiam reproduzir música em sincronia em vários cômodos da casa, decidiu processar o Google por reproduzir essa tecnologia em dispositivos como o Chromecast Audio e Google Home.

De acordo com o New York Times, são dois processos abertos e eles se referem a cinco patentes registradas pela Sonos. Além de pedir indenização, a Sonos pede que produtos do Google, incluindo notebooks, celulares e caixas de som tenham suas vendas proibidas nos Estados Unidos em uma ação aberta na Comissão Internacional do Comércio dos Estados Unidos.

publicidade

A acusação da Sonos diz que o Google roubou a tecnologia de áudio multiambientes após uma parceria entre as duas companhias iniciada em 2013. Na ocasião, a ideia era integrar o serviço de streaming Google Play Música às caixas Sonos, mas o Google teria aproveitado o acesso à tecnologia para implementá-la no Chromecast Audio, que hoje já foi descontinuado. Posteriormente, o Google lançaria suas próprias caixas Google Home e permitiria a inclusão do protocolo de áudio do Chromecast em vários dispositivos de múltiplas fabricantes.

Desde 2016, a Sonos passou a alertar o Google sobre a infração de patentes, e diz ter repetido o alerta em 2018, chegando ao ponto de, em fevereiro de 2019, a Sonos diz ter contado 100 patentes violadas.

Para completar, o Google é acusado de práticas anticompetitivas que lhe deram vantagem no mercado sobre a própria Sonos. Isso inclui, principalmente, o subsídio aos dispositivos Google Home, que são vendidos mais baratos com o objetivo de recuperar o investimento por meio da coleta dos dados de usuários. A prática chegou ao ponto que vários usuários começaram a receber dispositivos Home Mini gratuitamente, apenas para acelerar a coleta de dados.

O Google, obviamente, se defende das alegações. “Ao longo dos anos, tivemos várias conversas com a Sonos sobre direitos de propriedades intelectuais de ambas as companhias e estamos desapontados pela Sonos ter aberto estes processos em vez dar sequência às negociações de boa-fé. Nós negamos as acusações e nos defenderemos vigorosamente”, diz o comunicado da empresa enviado ao site The Verge.

publicidade

A Sonos, no entanto, não mira apenas o Google. A empresa também diz que a Amazon também infringiu patentes com as caixas de som Echo, mas optou por não acionar a companhia nos tribunais. A justificativa dos executivos, de acordo com o NYT, é que a Sonos não quer enfrentar duas gigantes de tecnologia na Justiça de uma só vez.