EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Um relatório da Plataforma Nacional para o Futuro da Mobilidade (NPM) da Alemanha afirma que o impacto da mudança da indústria automobilística em direção aos veículos elétricos pode ter um imenso impacto. De acordo com o diário Handelsblatt, que teve acesso ao documento, é esperado que até 2030 mais de 410 mil empregos sejam perdidos.

Maior automação na linha de produção e motores que exigem menos componentes, por exemplo, tornariam obsoletas mais de 88 mil vagas nas fábricas alemães. Para tentar mitigar esse impacto, a NPM – que é um órgão de aconselhamento do governo alemão – afirma que seria necessário mais investimento em planejamento estratégico de pessoal para empresas e centros regionais de qualificação, nos quais  empresas, agências de emprego e fornecedores de treinamento possam trabalhar em conjunto.

publicidade

“Enquanto o motor um carro elétrico é composto por cerca de 200 peças, existem mais de 1.200 peças no motor de veículos a gasolina ou diesel. A realidade é que menos engenheiros e supervisores serão necessários no chão da fábrica”, explica o Handelsblatt.

Para cumprir os com seus objetivos da União Europeia em relação à proteção do meio ambiente, a Alemanha se comprometeu a trocar 30% da sua frota por veículos elétricos. Esse valor representa que entre sete e dez milhões de carros elétricos estarão nas estradas até 2030.

Via Reuters/Handelsblatt

publicidade