EnglishPortugueseSpanish
publicidade

No final da semana passado, a Pine64 começou a enviar para seus primeiros clientes o PinePhone Braveheart, um smartphone de baixo custo que roda o sistema operacional aberto Linux. Com tela de 5,9 polegadas, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento, o aparelho custa US$ 150.

A fabricante espera que, com essa remessa, os desenvolvedores de projetos parceiros tenham um público maior de testadores para trabalhar. “Queremos que seja a melhor experiência possível com Linux no celular, para não desencorajar as pessoas da ideia do Linux como uma alternativa viável ao Android e iOS”, afirma o gerente de comunidade Lukasz Erecinski, no blog da empresa.

publicidade

Reprodução

De certa forma, todo smartphone Android é também Linux, já que o núcleo do sistema operacional é o mesmo kernel Linux usado nas distribuições para os PCs. No cado do PinePhone Bravehear, estamos falando de uma distribuição Linux completa, usada como alternativa ao Android.

A Pine64 ganhou notoriedade com a campanha de financiamento coletivo que que lançou o Pinebook, um laptop de baixo custo voltado para a comunidade de código aberto. A empresa já desenvolve uma versão Pro do notebook, além de um tablet (PineTab) e um smartwatch (PineTime).

O PinePhone suporta variedade de sistemas, como Ubuntu Touch, Plasma Mobile, Aurora OS e Sailfish OS. Suas configurações são bem simples, com resolução de tela de 720p, câmera de 5 megapixels traseira e 2 megapixels frontal e interface USB Tipo C.

publicidade

Via Gizchina