EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Recentemente, a Grow, responsável pelas empresas Yellow e Grin, encerrou o aluguel de patinetes elétricas em 14 cidades e também recolheu as bicicletas amarelas de todo o Brasil. Até então, os patinetes seriam realocados para cidades onde o serviço continua funcionando (São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba), mas o destino das bicicletas ainda era incerto.

A empresa declarou em nota que as bikes foram recolhidas para “um processo de checagem e verificação das condições de operação e segurança”. Entretanto, um vídeo que circula na internet mostra os equipamentos sendo destruídos por um guindaste em Santa Catarina.

publicidade

A companhia se pronunciou sobre o caso e disse que as bicicletas mostradas no vídeo foram descartadas por apresentar riscos à segurança dos usuários, e que estão sendo recicladas. De acordo com eles, após uma revisão, os equipamentos que estavam em boas condições serão doados.

As bicicletas da Yellow que foram recolhidas estão sendo separadas em três categorias: manutenção, reciclagem e doação, informa a Grow em comunicado ao jornal ND Mais. Os equipamentos que não puderem ser salvos, serão pesados, prensados e terão o ferro e a borracha separados para servir de matéria-prima de produtos que utilizam essa composição.

Como o serviço foi suspenso, ainda não está claro se as bicicletas em boas condições serão consertadas e devolvidas às ruas para que sejam alugadas novamente.

publicidade

A Grow segue a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que obriga empresas de diversos setores a implementar sistemas de logística reversa. Com isso, é obrigação das companhias recolher produtos e resíduos após o uso – o que se aplica às bicicletas. Com o recolhimento, é obrigação das empresas dar um “destino ambiental adequado” aos itens.

Via: ND Mais