EnglishPortugueseSpanish

Fábrica de iPhones continuará fechada na China

Redação 4 de fevereiro de 2020
publicidade

Foxconn, empresa chinesa responsável pela fabricação de produtos da Apple, interrompeu quase toda sua produção na China em razão do surto de coronavírus. A paralisação da fábrica deve seguir pelo menos até 10 de fevereiro.

Uma parada prolongada pode atrapalhar substancialmente os clientes da Foxconn, principalmente a Apple. Acredita-se que mais da metade dos iPhones do mundo são fabricados na cidade do iPhone da Foxconn, em Zhengzhou. Lá, cerca de 350 mil pessoas trabalham lado a lado para montar o principal e mais lucrativo produto da gigante americana.

publicidade

A própria Apple fechou lojas e escritórios no país asiático até 9 de fevereiro. Na semana passada, o CEO da companhia, Tim Cook, disse a investidores que as projeções de receita da empresa para o próximo trimestre refletiam um atraso na reabertura das instalações de produção.

A reabertura da fábrica depende da aprovação dos governos central e provincial. O surto de coronavírus foi declarado como emergência mundial de saúde pela Organização Mundial da Saúde e ameaça a prejudicar a cadeia de suprimentos global. Mais de 20 mil pessoas já foram infectadas pela doença, das quais mais de 400 morreram.