EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em Nova Deli, na Índia, um bar tem um cardápio inusitado que não conta com nenhum dos itens comuns ao menu de um estabelecimento do gênero. Sem bebidas e petiscos, o Oxy Pure vende nada mais nada menos que oxigênio, item quase inacessível na cidade mais poluída do mundo.

E não pense que é oxigênio comum como o que você respira por aí: o “produto” comercializado dentro do bar possui seis sabores: menta, lavanda, canela, laranja e eucalipto – ou seriam aromas?

publicidade

Para desfrutar do oxigênio limpo, os consumidores inalam o gás contido em tubos espalhados dentro do estabelecimento por meio de fios parecidos com sondas, as quais são conectadas às narinas por ar puro e cheiroso. Uma inalação de apenas 15 minutos custa cerca de R$ 20.

Segundo Bonny Irengbam, gerente do Oxy Pure, ao inalar o oxigênio mais puro que o de costume, os consumidores de Nova Deli experimentam uma sensação de relaxamento. “Se você tomar essas doses de oxigênio, é como um detox”, explicou Irengbam.

Reprodução

O ar de Nova Deli é tão prejudicial à saúde que, em dias mais críticos, o governo chega a declarar estado de emergência com direito à distribuição de máscaras para que a nuvem de poluição não entre em contato direto com o sistema respiratório dos mais de 29 milhões de habitantes da megalópole.

publicidade

Em novembro de 2019, no auge da crise de poluição, Arvind Kejriwal, ministro-chefe de Nova Deli, disse que a região “se tornou uma câmara de gás”. “Há fumaça por todos os lados e as pessoas, incluindo jovens, crianças e idosos, têm dificuldades para respirar”, declarou.

O problema com a baixíssima qualidade do ar, que por vezes supera em 20 vezes o recomendado em Nova Deli, já matou por volta de 1,24 milhão de pessoas na Índia. Quem pode, tenta se livrar dos danos visitando o Oxy Pure. “Normalmente, as pessoas vêm mais aos fins de semana para se reenergizar. Em dias de semana, costumam vir depois do trabalho ou da academia”, concluiu Irengbam.

 

Via: Estadão