Google contratou o ex-chefe de estratégia da Microsoft para liderar sua própria ala do G Suite, um indicativo de como a gigante de Mountain View olha seus concorrentes no espaço da produtividade. Agora, a divisão de nuvem da empresa começará a ser mais “amiga” dos rivais.

O ex-Microsoft Javier Soltero está incentivando o G Suite a jogar limpo com seus competidores – no caso, o pacote Office, da Microsoft. Sob o comando do CEO Satya Natella, recentemente a Microsoft também implementou mudanças, de forma a trabalhar melhor com outras plataformas.

publicidade

Como resultado da mudança de estratégia, o Google agora passará a permitir que as organizações migrem para o G Suite em nível departamental, em vez de assinar contratos gigantes que exigem que todo o pipeline da organização faça a troca. Além disso, o G Suite agora será comercializado como algo que coexiste com o software da Microsoft, e não como algo que, necessariamente, o substitui.

Tirada diretamente do novo manual de instruções de Nadella para a Microsoft, a esperança é que isso permitirá aos clientes se acostumarem gradualmente ao uso do G Suite, o que tornaria a transição do pacote Office menos assustadora.

publicidade

Reprodução

Como evidência dessa estratégia lenta, o novo aplicativo de mensagens nos escritórios do Google se integrará bem aos aplicativos da Microsoft, como WordExcel e assim por diante, da mesma forma que ocorre entre o Slack e o Microsoft Teams, de acordo com fontes do Business Insider.

publicidade

A Microsoft não será a única beneficiada por essa mudança no Google Cloud. O G Suite também apresentará integrações com outros serviços, como Slack e Cisco WebEx, em busca dessa estratégia de “cavalo de Tróia”, que o Google espera trazer retornos muito maiores a longo prazo.

O código aberto com a dose certa de exclusividade é, afinal, a maneira como o Google conseguiu subjugar a Microsoft nas tecnologias móvel e web. Então, por que não tentar algo para a área corporativa? Esse é o plano para o futuro da computação em nuvem do Google.

publicidade

Via: Android Central