EnglishPortugueseSpanish

Leilão do 5G no Brasil deve ser o maior da história

Redação 4 de fevereiro de 2020

Os conselheiros da Agência Nacional de Telecomunicações devem aumentar a oferta de frequências para o leilão do 5G, previsto para o fim do ano. A proposta final do edital será discutida pelo conselho da agência na quinta-feira. É provável que a faixa de 3,5GHz seja ampliada de modo a oferecer mais 100MHz. Atualmente, as antenas parabólicas operam nesse espectro.

Se isso de fato ocorrer, haverá uma oferta de 400MHz somente nessa faixa de frequência. Isso tornará o leilão do 5G brasileiro o maior já realizado no mundo. Além desse espectro, haverá os de 700MHz, 2,3GHz e 26GHz.

publicidade

A nova proposta está alinhada com as diretrizes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O órgão publicou ontem a portaria que vai balizar o trabalho da agência. Segundo o documento, as operadoras que vencerem o leilão do 5G deverão ter mais contrapartidas. Uma delas prevê a cobertura de parte considerável da malha rodoviária federal do país com serviços de voz e internet.

O ministério da Infraestrutura quer que toda a extensão das rodovias seja coberta. Isso ajudaria a reduzir os índices de acidentes e roubos de carga ao permitir aplicações de monitoramento e segurança pública. O Brasil tem 78,5 milhões de quilômetros de vias federais, mas caberá à agência definir quantas e quais delas serão conectadas.