EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Mais de 1 milhão de produtos que prometiam a cura – ou uma melhor defesa – para o coronavírus foram retirados da Amazon nas últimas semanas. A empresa ainda suspendeu o contrato com parceiros que aumentaram exorbitantemente o valor de itens como máscaras de proteção e géis de higienização.

De acordo com a Reuters, a maior varejista on-line do mundo fez um exame minucioso das ofertas relacionadas à saúde em sua plataforma. Na Itália, país que viu seus casos aumentarem na última semana e já registra mais de 220 infectados, o governo lançou uma investigação sobre o aumento dos preços na internet de produtos relacionados ao combate ao surto.

publicidade

Um site de comparação de preços mostrou exemplos recentes de valotes mais altos do que o habitual para máscaras da 3M na Amazon. Um comerciante chegou a oferecer um pacote de 10 máscaras N95 (a mais indicada para vírus) por US$ 128. O preço médio recente do mesmo produto em outros vendedores era de US$ 41. Um modelo mais simples foi oferecido por US$ 24,99 no início desta semana, acima da média recente de US$ 6,65 para o produto.

“Não há espaço para a especulação de preços na Amazon”, disse uma porta-voz da empresa em um comunicado enviado à Reuters, citando a política da empresa de que as informações do produto devem ser precisas e que a Amazon pode retirar ofertas que prejudicam a confiança do cliente.

publicidade

O coronavírus causou pelo menos 2.797 mortes em todo o mundo. Novas infecções estão começando a surgir com mais rapidez fora da China continental, onde a doença surgiu há dois meses.

Via: Reuters