A Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), que produz para a Apple os processadores usados nos iPhones e iPads, está se preparando para iniciar durante o mês de abril a produção de chips usando um processo de 5 nanômetros.

Processadores atuais da Apple, como o A13 Bionic usado nos iPhone 11, são produzidos em um processo de 7 nm. A migração para um processo de 5 nm, por si só, resultaria em um aumento de 15% no desempenho do processador, sem considerar outros ganhos resultantes de melhorias na arquitetura.

publicidade

Os “nanômetros” se referem à medida da porta (gate), parte dos transístores, componentes fundamentais de todo chip. Um nanômetro corresponde a um bilionésimo de metro. Com um processo de 5 nm, empresas como a TSMC podem colocar 173 milhões de transistores em uma área de apenas 1 milímetro quadrado no chip. Isso são 45% a mais que no processo atual de 7 nm, onde a mesma área comporta 96 milhões de transistores.

A TSMC não informa para qual de seus vários clientes os chips de 5 nm serão produzidos, mas a Apple é uma boa aposta, já que foi há quase um ano que a TSMC anunciou que estava pronta para produzir chips no processo de 7 nm.

Fonte: Cult of Mac