A Itália e a Coreia do Sul estão entre os países com mais casos confirmados de Covid-19. No país europeu, são 1.063 mortes e mais de 15 mil casos registrados. Já no asiático, foram 67 mortes e quase 8 mil infectados.

Apesar de terem sido atingidos pelo vírus no mesmo período, os países têm números muito distantes. A diferença pode estar nos métodos de teste e prevenção adotados por eles. Na Itália, as autoridades iniciaram os testes em um número grande de pessoas, mas depois reduziu a atuação para não precisar processar milhares de testes – foram 73 mil ao todo.

publicidade

Além disso, o país decretou quarentena absoluta em todo o território e viagens só podem ser feitas por razões de trabalho ou saúde. Todos os eventos e reuniões públicos foram suspensos, inclusive funerais e casamentos.

Já a Coreia adotou outra tática. O país asiático testou mais de 222 mil pessoas. Alguns epidemiologistas afirmam que o teste agressivo e contínuo é uma ferramenta poderosa para conter o vírus. O governo local impôs alguns pequenos bloqueios, mas não fechou nenhuma região completamente.

O governo coreano diz ainda que utilizou a experiência obtida com o surto de Síndrome Respiratória do Oriente Médio, a Sars, em 2015. As medidas de contenção do coronavírus no país foram estabelecidas com base nessa vivência.

A China, epicentro da pandemia, conseguiu conter o surto com medidas drásticas. Segundo especialistas, cada governo deve entender quais medidas são mais eficientes para seu país, sua infraestrutura e sua cultura.