Pesquisadores do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo trabalham em uma vacina contra o coronavírus. A equipe adota uma estratégia diferente das indústrias farmacêuticas e espera chegar a uma candidata nos próximos meses.

Os pesquisadores brasileiros utilizam uma estratégia fundamentada no uso de partículas semelhantes ao vírus. Gustavo Cabral, responsável pelo projeto, destaca que, pelo fato de o novo coronavírus ainda ser pouco conhecido, é perigoso inserir seu material genético em pessoas.

publicidade