Na sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que estabelece que internet, telecomunicações e aplicativos de transporte são serviços essenciais durante a pandemia de coronavírus.

Com isso, essas categorias precisam continuar funcionando, mesmo com a quarentena do país. O decreto permite que os profissionais tenham livre circulação pela cidade. Além disso, blinda os serviços de qualquer interferência dos estados.

publicidade

Além disso, determina como serviços públicos e essenciais, a saúde, a assistência social, as seguranças pública e privada, o saneamento básico, a energia elétrica e a iluminação pública.