EnglishPortugueseSpanish

O zoológico do Bronx, em Nova York, anunciou no último domingo (5) que Nadia, uma tigresa-malaia de quatro anos, testou positivo para a Covid-19. O felino e outros seis animais apresentaram tosse seca, mas devem se recuperar completamente. A instituição acredita que Nadia tenha sido contaminada por um zelador, já afastado por conta da doença.

“Testamos o felino com muita cautela e garantiremos que qualquer conhecimento que adquirirmos sobre a Covid-19 contribua para a contínua compreensão mundial desse novo coronavírus”, afirmou o zoológico em comunicado. Os animais também apresentaram diminuição no apetite e estão sobre cuidados constantes de seus veterinários.

publicidade

Reprodução

Foto: Zoológico do Bronx / iStock

“Não se sabe como essa doença se desenvolverá em grandes felinos, já que espécies diferentes podem reagir de maneira diferente a novas infecções, mas continuaremos a monitorá-la de perto e antecipar sua recuperação completa”, continuou. O zoológico ainda destacou que não há nenhuma evidência de que esses animais tenham um papel na transmissão do coronavírus.

Apesar de ser o primeiro registro de animais infectados nos Estados Unidos, segundo o próprio Departamento de Agricultura do país, há registros de dois cães em Hong Kong e um gato na Bélgica que testaram positivos. De qualquer forma, as autoridades enfatizam de que não há evidências de que esses animais de estimação possam ser agentes transmissores da doença.

Via: Science Alert