EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Xiaomi lançou oficialmente a Redmi Band, sua primeira pulseria inteligente, durante o Mi Fan Festival 2020. O destaque é a bateria com autonomia para 14 dias em standby, que pode ser totalmente carregada em apenas 2 horas.

O carregamento é feito pela própria pulseira, que ao ser desconectada da tela revela um conector USB, um recurso já visto em alguns concorrentes. Isso é ótimo, pois o usuário não precisa ficar preocupado em encontrar o dock e o carregador toda vez que precisar carregar a pulseira.

publicidade

Sua tela colorida de 1,08 polegadas é um pouco maior do que a da pulseira Mi Band 4, e pode mostrar todas notificações do celular, assim como a previsão do tempo. A tela também conta com 72 opções de faces para modificar o visual da pulseira.

O acessório tem até cinco modos de atividades físicas, e também monitora a qualidade do sono. Ele conta ainda com leitor óptico de frequência cardíaca que monitora batimentos cardíacos 24 horas por dia. 

publicidade

Reprodução

À prova d’água, a Redmi Band pode ser usada em até 5 metros de profundidade. Apesar de não contar com NFC como a versão chinesa da Mi Band 4 (a versão global não tem), ela é compatível com o AliPay, sistema de pagamentos que usa código de barras.

A pulseira está diponível em vermelho, marrom, preto e azul escuro. Durante a pré-venda, ela pode ser comprada por 95 Yuans (cerca de R$ 71). Depois do lançamento, no dia 9 de abril, a Redmi Band vai passar a custar 99 Yuans (cerca de R$ 74).

Via: XDA Developers e GSM Arena