Já faz algum tempo que usuários de Chromebooks podem instalar apps Android em suas máquinas. Elas funcionam como se estivessem instaladas em um smartphone, o que pode ser bom e ruim.

Por um lado, os usuários não precisam aprender uma nova interface ou forma de interação com o app. Por outro, poucos apps Android são otimizados para tirar proveito de telas grandes e horizontais como as dos Chromebooks, o que resulta em uma experiência que deixa a desejar.

publicidade

Talvez seja por isso que o Google está testando uma alternativa a alguns apps Android. Segundo o site Chrome Unboxed, ao instalar o Twitter ou YouTube TV a partir da Play Store, usuários de Chromebooks estão recebendo versões em PWA (Progressive Web Apps) em vez do app Android padrão.

PWAs são “páginas web” interativas, que se comportam e funcionam como um app tradicional. Elas tem algumas vantagens em relação aos apps tradicionais, entre elas o fato de que exigem menos recursos do sistema e podem ser atualizadas automaticamente com uma mudança no servidor, sem que os desenvolvedores tenham que testar, compilar e distribuir uma nova versão.

É basicamente o conceito original de “apps” no Chrome OS, antes do surgimento de apps nativos ou Android, porém com alcance mais amplo, já que as PWAs rodam no Chrome OS, em smartphones Android, em PCs com Windows ou Linux, etc. Basta um navegador.

Ainda não se sabe se a substituição de apps Android por PWAs no Chrome OS é apenas um teste, ou se é parte de uma estratégia maior do Google para seu sistema operacional.

Fonte: The Verge