EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Pesquisadores britânicos já iniciaram a fabricação de uma possível vacina para a Covid-19, mesmo sem os testes que comprovariam sua eficácia. Segundo uma reportagem da Reuters, a “ChAdOx1 nCoV-19” estará disponível em setembro, enquanto os cientistas da Universidade de Oxford estão recrutando voluntários para testes.

O produto experimental é um dos mais de 100 potenciais candidatos a vacina para o novo coronavírus. Numa declaração feita na última sexta-feira (17), a equipe de desenvolvimento afirmou que a capacidade de produção em larga escala seria colocada em risco se a fabricação não começasse logo. Isso significa que as vacinas serão produzidas em grande número, correndo o risco de serem inúteis se os testes mostrarem que não funcionam.

publicidade

“O objetivo é ter pelo menos um milhão de doses por volta de setembro, quando também esperamos obter resultados de eficácia”, afirma o diretor do Jenner Institute em Oxford, Adrian Hill. Três dos parceiros estão conduzindo a fabricação na Grã-Bretanha, Europa, Índia e China. Os custos iniciais estão na casa das “dezenas de milhões” de libras, segundo Hill, que reconheceu o risco de se investir tão alto na produção antes da verificação.

A equipe afirmou ter “um alto grau de confiança” de que os testes em humanos com o ChAdOx1 mostrarão resultados positivos. Hill ainda afirmou que espera que reguladores ao redor do mundo concedam uma “aprovação de uso de emergência” caso os pesquisadores tenham sucesso nos testes.

Via: Reuters

publicidade