EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Apple Ring, anel capaz de controlar outros dispositivos da Maçã com poucos gestos, não foi descartado pela companhia. A ideia, concebida há alguns anos, nunca saiu do papel, mas uma atualização de patente, divulgada nesta terça-feira (21), forneceu novas informações sobre o gadget.

Na verdade, a segunda patente serve mais como um aperfeiçoamento para reforçar a ideia original de 2015. Com tantos avanços tecnológicos desde então, um dispositivo inovador para a época não seria tão impressionante em 2020, se não passasse por uma atualização dos termos. 

publicidade

Sendo assim, o novo registro de patente da Apple no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês) enfatiza que se trata de um dispositivo sem fio com “superfície sensível ao toque” que pode ser usado para controlar outros gadgets externos, como TVs, com gestos manuais pré-definidos, os quais devem ser inseridos e personalizados pelos usuários. O anel ainda conta com leitor biométrico e suporte à Siri.

Reprodução

Capacidades de um anel inteligente

Embora seja difícil imaginar um anel inteligente, o novo segmento pode ter potencial. A Apple já provou que seus sensores são capazes de criar uma boa percepção do ambiente físico e um gadget como esse seria muito interessante no contexto de uma casa inteligente.

Além disso, a tecnologia gestual que aparece na patente do Apple Ring deve ser útil, também, para os Apple Watches. Estudos da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, já apontaram que relógios inteligentes podem ser alterados para reconhecer os gestos feitos pelas mãos dos usuários.

publicidade

Apesar de ter sido divulgada só agora, a nova patente foi registrada no terceiro trimestre de 2019, o que pode indicar que o Apple Ring já está em estado avançado de desenvolvimento.

 

Via: Cult of Mac