Um grupo independente dos Estados Unidos está em busca de voluntários que aceitem ser infectados com o novo coronavírus para ajudar no teste de uma vacina para a doença. Apesar de ainda não ter um produto pronto, já são mais de 1.700 pessoas, em mais de 40 países, que aceitaram participar.

A metodologia chamada “estudo de desafio humano” já foi usada em doenças com baixa letalidade. Ela ganhou força após um artigo do epidemiologista de Harvard, Marc Lipsitch, defender esta forma de pesquisa relacionada à Covid-19. A ideia do 1 Day Sooner é acelerar a fase três de um futuro teste clínico.

publicidade

Reprodução

“Pode passar muito tempo e ser preciso um grande número de voluntários até que um teste de fase três produza resultados significativos”, afirmou o grupo em um manifesto. A etapa citada diz respeito a quando o produto é aplicado em milhares de pessoas para provar a eficácia da vacina. As primeiras duas fases avaliam a segurança e a produção de imunidade.

Aqueles que desejam se voluntariar, o site do projeto possui um formulário, no qual é necessário deixar os contatos. Caso algum grupo de pesquisadores precisem de voluntários para teste, terão o cadastro à disposição para busca de participantes. A estimativa é que um possível desafio humano possa antecipar a produção da vacina em três meses.

Via: O Globo