Uma das principais metas espaciais é encontrar água, em estado líquido ou congelada, para, quem sabe, encontrar um novo lugar para que os humanos possam viver. Pensando nisso, a Nasa está planejando utilizar um poderoso laser para procurar gelo na superfície de Lua. O CubeSat, como é chamado, também pode ser usado para missões em Marte e outros planetas.

Apesar de ser o astro mais próximo da Terra, pouco se sabe sobre a Lua. Isso é um problema para a missão Artemis, que pretende levar o homem de volta para o satélite natural e posteriormente para Marte. “Embora tenhamos uma boa ideia de que há gelo dentro das crateras mais frias e escuras, as medições anteriores foram um pouco ambíguas”, explicou a investigadora principal da missão Lunar Flashlight, Barbara Cohen.

publicidade

Reprodução

Como vai funcionar?

Para acabar com as dúvidas, o CubeSat vai ser colocado em órbita ao redor da Lua, lançando uma série de lasers na regiões sombreadas durante dois meses. A forma como as luzes forem rebatidas de volta mostrará se ela foi absorvida por água congelada ou apenas enviada de volta pelas rochas.

O equipamento, que vai ser enviado no primeiro voo teste da espaçonave Orion, deve ser capaz de revelar a quantidade de água disponível para ser consumida no astro. Depois de derretida e purificada, os astronautas da Nasa vão poder beber ou utilizá-la na produção de combustível para novas missões.

Via: Slash Gear