EnglishPortugueseSpanish

A Alemanha registrou aumento no índice de contágio e de letalidade do novo coronavírus, pouco mais de uma semana após flexibilizar regras de isolamento social. As informações são da Agência France-Presse (AFP).

De acordo com dados do Instituto Robert Koch, organização responsável por monitorar a evolução da pandemia em território alemão, o índice de contágio alcançou a marca de 1,0. Em abril, essa mesma taxa chegou a 0,7, mas desde então apresenta trajetória de crescimento, segundo a AFP.

publicidade

Este coeficiente estima a quantidade de pessoas que são contaminadas por um único paciente infectado. Ou seja, no caso da Alemanha, a tendência é que cada pessoa infectada pela Covid-19 transmita a doença para uma outra.

O país contabiliza, até o momento, 156.337 casos e 5.913 mortes confirmadas por Covid-19.

Ritmo de contágio

Essa evolução preocupa autoridades alemãs, uma vez que o ritmo de contágio está associado a capacidade de serviços de saúde atenderem a demanda de pacientes. Neste caso, o governo do país entende que é necessário manter o índice de infecção em níveis inferiores a 1,0.

Segundo a chanceler Angela Merkel, um índice de 1,1 provocaria a lotação nos leitos de UTI no país até outubro. Caso o coeficiente ultrapasse o patamar de 1,2, no entanto, o esgotamento da oferta de leitos poderia ocorrer em julho, enquanto o cenário com índice 1,3 prevê a lotação em junho.

publicidade

Reprodução

Quanto à taxa de letalidade, relação entre o número de óbitos e de casos confirmados da doença, o índice atual corresponde a 3,8%. Embora inferior a de países vizinhos, a letalidade “continua aumentando”, de acordo com a AFP.

O país começou o processo de flexibilização gradual de medidas de restrição e isolamento social em 20 de abril e alguns estabelecimentos comerciais e escolas já retomaram parcialmente suas atividades.

O governo alemão deve examinar na quinta-feira (31) as próximas etapas da reabertura. Novas decisões sobre as medidas de isolamento social serão anunciadas no dia 6 de maio.

Mesma situação em Blumenau

No Brasil, a cidade catarinense Blumenau apresentou um aumento de quase 30% no número de pacientes confirmados com o novo coronavírus em 24 horas, após o município relaxar medidas restritivas diante da pandemia. A quantidade de infectados saltou de 130 no sábado (25) para 167, no domingo (26).

Na semana passada, um decreto do governo de Santa Catarina autorizou a reabertura do comércio, incluindo shoppings e restaurantes. Blumenau ganhou destaque em noticiários depois que imagens de uma festa de reabertura organizada por um shopping no município retratou uma multidão aglomerada no estabelecimento.

De acordo com a Revista Istoé, diante do incidente, a prefeitura da cidade reforçou a recomendação do uso de máscaras e da higienização frequente das mãos, bem como destacou “a importância de manter o isolamento social, nos casos em que as pessoas podem se manter em casa”.

Fonte: AFP