Jim Bridenstine, administrador da Nasa, confirmou, durante uma entrevista, que o primeiro lançamento de astronautas com destino à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da uma espaçonave da SpaceX vai acontecer, e que esse é uma “prioridade” para a agência.

Por conta dos problemas envolvendo a pandemia do novo coronavírus, o cancelamento da missão, prevista para 27 de maio, estava sendo apontado por especialistas do setor. No entanto, em uma chamada de vídeo de sua casa, em Tulsa, Oklahoma, Bridenstine afirmou que o lançamento seguirá o cronograma previsto.

publicidade

A missão, chamada Demo-2, levará os astronautas da Nasa Doug Hurley e Robert Behnken à ISS a bordo da cápsula Crew Dragon no topo do foguete Falcon 9, da SpaceX. A dupla tem como objetivo levar suprimentos à tripulação presente na estação espacial. Após um tempo, a ideia é que eles retornem à Terra usando a mesma cápsula.

Bridenstine disse que a decolagem será um evento muito importante, mas, devido à pandemia, desencoraja que as pessoas se desloquem até a Califórnia para acompanhar o lançamento presencialmente. Por isso, ele pede que todo o processo seja visto de casa. “Estou pedindo às pessoas que não vão até o Centro Espacial Kennedy. Isso me deixa triste”, disse.

Trabalho de preparação

Gwynne Shotwell, diretora de operações da SpaceX, disse que a empresa treina com os astronautas escalados para a missão há anos. Ela destaca que ainda há muito trabalho a ser feito nas quase quatro semanas que antecedem o lançamento, como o teste final dos paraquedas, programado para esta sexta-feira (1º).

“Vou sentir um pouco de alívio quando eles estiverem em órbita. Vou começar a dormir novamente quando voltarem a salvo para o planeta”, disse Shotwell.

Futuro das viagens ao espaço

Bridenstine disse que a Demo-2 é um passo importante em direção ao futuro da humanidade, no qual a Nasa e outras agências irão expandir a presença humana no espaço. Ele prevê várias estações espaciais comerciais em órbita e presença permanente na Lua.

No entanto, o executivo destaca que a Lua é um “campo de provas para o destino, mas que o foco é Marte”. Em parceria com a SpaceX, a agência trabalha na próxima geração da espaçonave Starship, que tem como objetivo levar humanos para Marte no futuro.

Via: CNET