Uma equipe de pesquisadores do Colégio de Medicina Baylor em Houston, nos EUA, desenvolveu um novo tipo de implante cerebral que pemite aos cegos “ver” a forma de letras exibidas em uma tela à sua frente, sem usar os olhos.

O dispositivo funciona enviando imagens captadas por uma câmera diretamente para o cérebro, através de eletrodos implantados. “Quando usamos estimulação elétrica para traçar dinamicamente o contorno das letras diretamente no cérebro dos pacientes, eles foram capazes de ‘ver’ as formas e identificar corretamente diferentes letras”, disse Daniel Yoshor, autor sênior do artigo detalhando o estudo, publicado na revista Cell.

publicidade

“Eles descreveram ver pontos brilhantes ou linhas conectadas formando as letras”, disse. Em vez de tratar cada eletrodo como um “pixel” para formar a imagem, como em projetos anteriores, a equipe “traçou o contorno” das letras. “Nossa inspiração foi a ideia de traçar uma letra na palma da mão de alguém”, disse Michael Beauchamp, primeiro autor do artigo.

publicidade

O dispositivo ainda está nos estágios iniciais, já que o cérebro é um órgão extremamente complexo e o número de eletrodos usados ainda é pequeno. “O córtex visual primário, onde os eletrodos foram implantados, tem meio bilhão de neurônios”, disse Beauchamp. “Em nosso estudo estimulamos apenas uma pequena fração deles com um punhado de eletrodos”.

O próximo passo, segundo Beauchamp, será “trabalhar com neuroengenheiros para desenvolver conjuntos com milhares de eletrodos, para que possamos estimular o cérebro de forma mais precisa”.

publicidade

“Junto com novo hardware, algoritmos de estímulo aprimorados irão nos ajudar a realizar o sonho de entregar informação visual útil a deficientes visuais”, afirma.

Fonte: Science Alert