EnglishPortugueseSpanish

O que o bilionário dono da SpaceX e da Tesla, o sul-africano Elon Musk, e a consultora de beleza norte-americana Lyndsay Tucker têm em comum? Um número de telefone. Ou melhor, Lyndsay tem hoje o número que já pertenceu a Musk – e sofre muito por isso.

Registros públicos mostram que o número de que hoje pertence a Lyndsay já foi associado a um apartamento que Musk comprou e vendeu anos atrás em Palo Alto, na Califórnia. Depois que Musk se livrou do número, a AT&T o transferiu aleatoriamente para Lyndsay, e até hoje ela recebe ligações e mensagens destinadas ao empresário.

publicidade

“Falei para minha mãe: ‘continuo recebendo essas mensagens de texto desse cara, Elon Musk. Não sei quem é'”, lembra a mulher, que trabalha em uma da Sephora em San Jose, na Califórnia. “E o queixo da minha mãe simplesmente caiu”, completa. Lyndsay só foi saber quem era o empresário depois que descobriu que estava usando o antigo número dele.

Agora, toda vez que o bilionário provoca um escândalo, o que acontece com bastante frequência, o telefone de Lyndsay explode com mensagens. A consultora já recebeu o contato de uma mulher que se ofereceu para ir ao espaço com a SpaceX e o de um inventor com um projeto para um membro biônico, entre outras ligações curiosas.

Entre os famosos, o antigo executivo da Walt Disney, John Lasseter, enviou uma mensagem de texto elogiando o Tesla que comprou. “Eu acabei indo para a mesma faculdade que o filho dele”, conta Lyndsay. “Me desculpei por nunca ter respondido a mensagem do pai. Acabamos rindo disso”.

A NPR procurou Musk para conferir se ele sabia sobre o seu número antigo. O empresário respondeu com um e-mail curto: “Uau! Esse número é tão antigo! Estou surpreso que ainda esteja lá fora em algum lugar”. Questionado se ele já havia repassado esse número às pessoas que ele estava tentando evitar, Musk não respondeu.

publicidade

Lyndsay de vez em quando ainda tem outros problemas. Um deles é convencer as pessoas de que ela não é Elon Musk. “Querem provas de que eu não sou ele, mesmo que obviamente estejam falando com uma mulher ao telefone”, conta.

O outro é ficar por dentro de tudo que o CEO da Tesla faz. “Sempre que vejo o nome dele aparecer no noticiário, fico tipo ‘OK, eu tenho que lembrar do que ele disse, porque, provavelmente, alguém vai me mandar uma mensagem ou me ligar sobre isso'”, conta Lyndsay. “Embora eu ache engraçado a maior parte do tempo, às vezes fica irritante quando é como uma ligação depois da outra”.

Via: NPR