EnglishPortugueseSpanish

Hospital das Clínicas testa monitoramento de pacientes a distância

Redação 26 de maio de 2020
publicidade

Como a transmissão da covid-19 depende do contato, manter o distanciamento é essencial. Para profissionais de saúde, isso é bastante difícil, já que são eles que cuidam dos doentes atingidos pelo novo coronavírus.

Quando se fala em UTIs, em que o cuidado com os pacientes é ainda mais intensivo, a necessidade de monitoramento dos internados é constante. E como acompanhar a evolução deles sem estar presente?

publicidade

Com tecnologia. O Hospital das Clínicas iniciou os testes de uma plataforma para otimizar o atendimento aos doentes enquanto aumenta a segurança da equipe.

O sistema permite monitorar dados do paciente, receber alarmes, acompanhar o funcionamento de bombas de infusão de fármacos, ventiladores e outros monitores, modificar parâmetros e até fazer a dosagem de medicamentos de forma remota.

publicidade

Os profissionais acompanham os dados em salas próximas aos leitos e podem intervir quando for necessário. Além de reduzir os riscos de contaminação, a ideia é melhorar a qualidade e a agilidade do atendimento.

A solução foi criada sob medida para as necessidades da UTI do hospital. Nesse processo, foi necessário fazer equipamentos de diferentes fabricantes se comunicarem com um mesmo sistema.

Outra vantagem da plataforma é a possibilidade de analisar os dados obtidos e, assim, compreender melhor a covid-19. Com o uso de inteligência artificial e machine learning, é possível compreender melhor a nova doença e até ajustar os tratamentos.

Esse tipo de solução já era planejado pela unidade hospitalar, mas a disseminação do novo coronavírus fez o projeto ganhar prioridade. No futuro, quando a pandemia terminar, o sistema poderá ser usado em outras necessidades.