EnglishPortugueseSpanish

Um boa noite de sono pode fazer muito pela sua saúde. O corpo se recupera e o sistema imunológico se fortalece. Para o médico do sono e neurologista da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), Lúcio Huebra, dormir bem pode ser uma orientação para combater a Covid-19 tão importante quanto lavar as mãos e usar máscara de proteção.

“É durante o sono que boa parte das funções do corpo se recupera e isso também acontece com o sistema imune.  É preciso uma boa qualidade do sono para que as células de defesa sejam restauradas e, dessa forma, garantam a produção de anticorpos para as diversas infecções de maneira adequada”, disse o neurologista em entrevista à Agência Brasil.

publicidade

Dormir mal, ou pouco, causa no organismo a liberação de cortisol – um hormônio que ligado ao estresse, que ao mesmo tempo que ativa respostas do corpo para situações de emergência (aumenta a pressão arterial e joga mais açúcar no sangue, aumentando a energia muscular) também possui um efeito imunomodulador, que reduz as defesas do corpo.

“É importante lembrar que cada pessoa precisa de uma quantidade mínima de horas de sono diferente. Os números são médias populacionais, então pode ser que certas pessoas precisem de mais ou menos tempo. O importante é estar sempre revigorado no dia seguinte”, enfatiza Lucio Huebra.

A própria situação em que vivemos atualmente não ajuda em nada na hora de dormir. Deitar-se na cama depois de horas exposto à tela do celular ou da TV, consumindo notícias que podem gerar ansiedade certamente influenciará na qualidade do seu sono. “Então, é importante reservar de 30 minutos a uma hora antes de dormir para se desligar de todas as notícias, buscando fazer algo que seja prazeroso e relaxante para que o sono possa vir com qualidade”, afirma o médico.

Os próprios celulares podem ser uma ferramenta útil. Existem aplicativos na Google Play capazes de monitorar o seu sono e ajudar você a manter um controle pessoal para dormir bem. Para lhe ajudar, o Olhar Digital separou 4 opções para você monitorar o ciclo de seu sono com o celular. Confira AQUI.

Via: Agência Brasil