EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O governo dos EUA planeja financiar e conduzir estudos decisivos (de fase 3) de três vacinas experimentais contra o coronavírus. Os testes finais serão feitos em cerca de 30 mil pessoas de diversos locais do país.

Segundo relata o The Wall Street Journal, metade dos voluntários receberá uma injeção de vacina e a outra metade um placebo inerte (sem princípios ativos).

publicidade

Em julho, começarão os testes de fase 3 com a vacina desenvolvida pela Moderna, empresa de biotecnologia norte-americana. Logo depois, serão testadas as soluções criadas pela AstraZeneca e Johnson & Johnson. 

Reprodução

Moderna, empresa de biotecnologia norte-americana. Foto: Maddie Meyer/Getty Images

“Há muito otimismo em nossa comunidade de que uma vacina deve ser possível, mas estamos muito focados no fato de que isso deve ser comprovado em ensaios clínicos”, afirmou John Mascola, diretor de pesquisa de vacinas do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA.

publicidade

Fases de pesquisa clínica

Existem algumas fases de pesquisa clínica necessárias antes que um medicamento ou vacina receba aprovação regulatória. A fase 0 estuda como o corpo humano processa uma droga. Já a fase 1 identifica efeitos colaterais perigosos e outras preocupações com a segurança, enquanto os ensaios da fase 2 avaliam se o medicamento realmente trata a doença que deveria.

Finalmente, há a fase 3, que compreende testes em larga escala que comparam uma droga ou vacina em com um placebo. Vale destacar que muitos medicamentos nunca chegam a esse estágio final do processo. Portanto, o fato de três vacinas contra a Covid-19 já estarem nessa fase é um sinal promissor no combate à pandemia do novo coronavírus.

Via: WSJ