Entidades de monitoramento nuclear da Europa detectaram um aumento súbito nos níveis de radiação na atmosfera sobre a Escandinávia. Lassina Zerbo, secretário-executivo da Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares, disse que foram detectados níveis acima do normal de Césio-134, Césio-137 e Rutênio-103 – todos eles são associados a fissão nuclear. Lassina reforça que não há risco à saúde humana.

Segundo a Associated Press, os elementos encontrados sugerem um acidente com combustível nuclear. A agência de notícias russa Tass diz que a Rosenergoatom, que opera duas usinas nucleares na região, nega problemas.

publicidade