EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uso de máscaras de proteção e a prática do distanciamento social são apenas alguns dos cuidados recomendados por autoridades de saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus. No entanto, mesmo com todas as precauções possíveis, algumas atividades devem ser evitadas pelo alto risco de infecção.

De acordo com especialistas, a única maneira de se proteger 100% é isolando-se totalmente. Porém, sabemos que isso é bastante difícil, principalmente em casos em que a pessoa mora sozinha e deve sair para comprar itens básicos, por exemplo.

publicidade

Considerando isso, o recomendado é educar-se de todos os riscos e tomar todos os cuidados necessários para se manter protegido. Em alguns casos, evitar realizar algumas atividades pode ser a solução.

Abaixo, listamos oito situações do cotidiano que podem oferecer algum risco de contaminação. A escolha das atividades foi baseada nas diretrizes indicadas pelos órgãos de saúde e especialistas da área médica.

Viagens aéreas

man-person-people-train-527.jpg

Manter o distanciamento social em um avião pode ser uma tarefa difícil. Foto: Gratisography 

publicidade

Os aeroportos, normalmente, concentram muitas pessoas. São decolagens e aterrissagens realizadas a todo o momento. Por conta disso, não é possível saber a origem de alguns dos indivíduos ali presentes, além do distanciamento social ser quase impossível dentro de uma aeronave – já que a recomendação é de um metro e meio entre as pessoas.

Para reduzir o risco, autoridades indicam o uso de máscara o tempo todo. Reservar voos em horários pouco frequentados também pode ser uma solução. Além disso, vale verificar se a companhia aérea leva a sério algumas medidas de segurança, como limitar a capacidade de passageiros e realizar higienização constante das áreas de embarque.

Bares

adult-alcohol-bar-bartender-274192.jpg

As aglomerações podem ser potencialmente perigosas em bares. Foto: Pixabay

A abertura de bares é algo que divide opiniões. No Brasil, por exemplo, com a abertura de bares na última quinta-feira (02), houve aglomeração e flagrantes de pessoas com grupos de amigos e sem qualquer tipo de proteção.

Além disso, beber faz com que a pessoa possa ter os sentidos comprometidos. Com isso, pode ser comum esquecer de usar máscara, aplicar álcool em gel nas mãos e manter o distanciamento social. Nesse caso, a principal recomendação é evitar qualquer tipo de aglomeração que esses lugares podem proporcionar. Por enquanto, se precisar mesmo beber, o melhor local é dentro de casa.

Salões de beleza

woman-getting-a-haircut-3992876.jpg

Ficar a poucos centímetros de alguém cortando o cabelo pode representar certo risco. Foto: cottonbro

Cortar o cabelo parece inofensivo, certo? No entanto, há um risco relativamente alto de contrair a doença. Com as recomendações de distanciamento social, ficar a poucos centímetros de um estranho enquanto ele corta seu cabelo é um pouco arriscado.

O uso da máscara é sempre recomendado, porém, não protege totalmente um indivíduo de contrair o vírus, especialmente em uma distância tão curta.

Se mesmo assim for muito necessário, vá aos locais em horários com pouca movimentação de pessoas, além de sempre observar se o ambiente é bem ventilado. Por fim, sempre evitar procedimentos demorados pode ser uma boa opção. Cortar o cabelo é bem mais rápido do que retocar a cor do cabelo, por exemplo.

Restaurantes

table-in-vintage-restaurant-6267.jpg

Certifique-se de que o ambiente é aberto e com boa ventilação. Foto: Kaboompics.com

Comer nesses locais já é arriscado por si só. Em qualquer estabelecimento que serve comida, as pessoas provavelmente estarão sem máscara para se alimentar. O maior problema está em ambientes fechados, se o local for aberto, o risco é ligeiramente menor porque o ar pode dispersar as partículas contaminadas mais rapidamente.

Para evitar isso, a melhor opção é sempre levar a comida para casa. A segunda melhor é optar por ambientes externos para se comer – caso o estabelecimento ofereça, obviamente. Em todos os casos, é sempre bom se certificar de que os locais não estão cheios.

Reunião de amigos

group-of-people-sitting-inside-room-2422294.jpg

Tente manter o distanciamento e o uso de máscaras de proteção. Foto: Jopwell

Encontrar-se com amigos se tornou uma tarefa quase impossível com a chegada da pandemia. No entanto, algumas pessoas ainda se arriscam para conversar pessoalmente. Por conta disso, é muito importante conhecer bem cada um dos presentes. Isso serve para saber se eles “furaram” a quarentena de alguma forma.

Mesmo assim, as autoridades de saúde desencorajam toda e qualquer reunião. Isso porque muito provavelmente todos estarão em um ambiente fechado, falando com pessoas que estão próximas umas das outras e tocando em superfícies como portas, mesas e cadeiras.

Para evitar o máximo possível, as recomendações são controlar o número de pessoas e solicitar que todos usem máscaras de proteção. Além disso, seja muito seletivo com que você convida – agora não é a hora de fazer novas amizades pessoalmente.

Ir à academia

an-on-treadmill-1954524.jpg

Realizar a higienização dos equipamentos antes e depois de utilizar é recomendado. Foto: William Choquette

As academias foram alguns dos primeiros serviços reabertos quando o afrouxamento da quarentena foi decidido. No entanto, isso não quer dizer que sejam os lugares mais seguros. Antes de tudo, a proteção aqui depende do tamanho do estabelecimento, da lotação e da capacidade de distanciamento – além das medidas de proteção adotadas pelo local.

É sempre recomendado que evite os horários de pico. Eles ocorrem geralmente no início da manhã e no fim da tarde. Para evitar ser pego de surpresa, vale a pena ligar para o local e questionar se há alguma medida para limitar os frequentadores e manter a distância entre eles.

Além disso, limpar os equipamentos antes e depois da utilização também pode ser uma boa ideia. Evitar o uso de itens compartilhados de difícil higienização também é recomendado.

Supermercado

woman-in-yellow-tshirt-and-beige-jacket-holding-a-fruit-3962285.jpg

Usar máscara durante as compras é indispensável. Foto: Anna Shvets

Ir ao supermercado é uma tarefa inevitável – a não ser que você seja adepto dos serviços que oferece delivery de alimentos. Por isso, assim como as outras atividades, é sempre bom verificar o quão lotado o estabelecimento está. É melhor escolher um local que limite a capacidade de frequentadores.

Frequentar os mercados fora do horário comercial também pode ser uma alternativa. Além disso, evite os fins de semana. São dias em que as pessoas geralmente escolhem para reabastecer as residências. Além de utilizar máscaras durante toda a permanência no local. 

Parques

three-women-sitting-on-benches-1141436.jpg

Se tomadas todas as precauções, é possível passear por um parque. Foto: Brett Sayles

Da lista, é a tarefa que oferece o menor risco de contaminação, pois é ao ar livre e, idealmente, há espaço entre você e as outras pessoas. No entanto, se o parque estiver lotado e as pessoas não utilizarem máscaras, o nível de risco aumenta.

Mesmo assim, se todas as medidas de segurança forem tomadas, é possível fazer uma caminhada no parque ou até se exercitar – mesmo em meio à pandemia que enfrentamos.

Via: Cnet