Depois de muito sucesso quando foi lançado, o FaceApp voltou a ser utilizado frequentemente nas últimas semanas. Com a nova onda de popularidade do app, as discussões sobre a segurança dos usuários voltaram à tona.

O aplicativo é do estúdio russo Wireless Lab. Como o governo do país tem acesso a todos os dados armazenados em servidores locais, o debate sobre privacidade é naturalmente resgatado.

publicidade

Em entrevista ao Engadget, Juggs Ravalia, vice-presidente da FaceApp Inc., registrada nos Estados Unidos, nega qualquer fragilidade de segurança. O executivo diz que a única imagem carregada no aplicativo é a escolhida para a alteração. Depois, ela é criptografada com uma chave salva apenas no smartphone do usuário.