Novas informações indicam que rumores anteriores sobre a Apple usar displays OLED nos novos iPhones são verdadeiros. Segundo as informações, a nova geração de iPhones 5G lançada neste ano terá telas OLED.

A Apple chegou a usar displays OLED em 2017, no iPhone X. No entanto, essa será a primeira vez que a empresa usará esse tipo de tela para todos os modelos da nova linha do iPhone. As informações são da Nikkei Asian Review.

publicidade

Todas as principais fabricantes de smartphones do mundo, incluindo Samsung, Huawei, Oppo e Vivo Global, já usam telas OLED para seus aparelhos topo de linha. A própria Apple incluiu displays OLED nos iPhones 11 Pro e 11 Pro Max.

Segundo a Nikkei, o iPhone continuará tendo um entalhe na parte superior da tela para abrigar os sensores do Face ID. Isso acontece porque a Apple não conseguiu integrar o módulo no próprio monitor.

Reprodução

Nova geração de iPhones deve ter telas OLED. Imagem: Reprodução

A Apple deve lançar quatro variantes de seu smartphone dessa vez: iPhone 12, iPhone 12 Max, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. A versão padrão terá uma tela de 5,4 polegadas, enquanto os modelos Pro e Max chegarão às lojas com telas de 6,1 polegadas. O modelo topo de linha, o iPhone 12 Pro Max, será também o maior, com tela de 6,7 polegadas.

A fabricante chinesa de telas BOE, que já fornece as telas para iPad e MacBook, pode também ser a fornecedora de displays OLED para os novos iPhones, já que a Apple quer diminuir sua dependência da Samsung. Alguns rumores indicam que a BOE ainda não cumpriu com os padrões da Apple, mas pode entrar mais tarde na cadeia de suprimentos.

Essa mudança de LCD para OLED feita pela Apple pode ser um duro golpe para outro fornecedor, a Japan Display, que supria as telas de longo prazo da empresa – quase 60% de seu faturamento foi gerada pelas vendas de painés LCD para a Apple. A empresa vem acumulando prejuízos há alguns anos e está muito atrás de seus concorrentes na fabricação de painéis OLED, mas isso não impediu a Apple de investir US$ 200 milhões na empresa.

No entanto, espera-se que o mercado de telas OLED seja dominado pela Samsung, com 74% de participação, enquanto a BOE deve obter cerca de 9% do mercado neste ano. Quase metade de todos os smartphones programados para sair em 2022 devem ter telas OLED.

Via: Gizmochina