EnglishPortugueseSpanish

A Nasa está fazendo um upgrade na Deep Space Station 43 em Canberra, na Austrália, uma das maiores antenas da Deep Space Network (Rede de Espaço Profundo), uma rede de antenas espalhadas por todo o planeta que é usada para se comunicar com suas espaçonaves em todo o sistema solar e além.

A DSS 43 é uma antena com 70 metros de diâmetro e altura equivalente a um prédio de 20 andares que é a única que pode se comunicar com a Voyager 2, espaçonave lançada em 1977 que em 2018 se tornou o segundo objeto feito pelo homem a deixar o sistema solar, e atualmente viaja pelo espaço interestelar.

publicidade

Construída em 1973, a DSS 43 tinha originalmente 64 metros de diâmetro e era mais de seis vezes mais sensível que sua antecessora, a DSS 42, também localizada no Canberra Deep Space Communication Complex. Em 1988 ela foi ampliada para o diâmetro atual, para facilitar a comunicação com a Voyager 2 durante a passagem da sonda por Netuno em 1989.

Desativada em março, a antena está recebendo novos equipamentos incluindo um transmissor mais poderoso e receptores altamente sensíveis. A Nasa espera terminar o upgrade em janeiro de 2021, a tempo de ajudar na comunicação com o rover Perseverance, que deve pousar na Cratera Jezero, em Marte, em fevereiro de 2021.

A antena também será usada na comunicação com missões autônomas ou tripuladas como parte do Programa Artemis, para retorno à Lua, e em futuras missões tripuladas a Marte.

publicidade

Fonte: Engadget