Ciência e Espaço

Maior concurso de fotografia espacial amadora seleciona candidatos

14/07/20 19h39, atualizada em 14/07/20 19h55

De acordo com funcionários do Observatório Real de Greenwich, em Londres, na Inglaterra, os juízes do concurso Insight Investment Astronomy Photographer of the Year 2020, que escolherá as melhores fotografias amadoras do espaço, já selecionaram alguns candidatos ao prêmio.

Para o concurso, que é a maior competição internacional do gênero, mais de 5.200 fotógrafos espaciais amadores, de quase 70 países, enviaram fotos de luzes brilhantes no céu do Ártico, nuvens vibrantes de poeira e gás em uma nebulosa distante, crateras na superfície lunar, entre outros aspectos do vasto universo.

Uma das imagens pré-selecionadas; nebulosa brilha em cores. Imagem: Mario Cogo

Dentre as fotos pré-selecionadas ao prêmio, estão imagens de regiões ativas na superfície solar, explosões estelares, uma estrela com paisagem desértica e Saturno saindo como um caroço de trás da Lua. Os juízes, então, escolherão um único vencedor geral e outros nove ganhadores para as categorias: Auroras; Pessoas e Espaço; Nosso Sol; Nossa Lua; Planetas, Cometas e Asteroides; Estrelas e Nebulosas; Galáxias; e Jovem Fotógrafo de Astronomia do Ano, para fotógrafos com 16 anos ou menos.

Uma das imagens pré-selecionadas; Saturno aparece atrás da Lua. Imagem: Andy Casely

“A astronomia é uma das ciências mais acessíveis, e todo mundo olhou para o céu noturno uma vez ou outra e se perguntou o que há no cosmos”, disse Emily Drabek-Maunder, astrônoma do Observatório Real de Greenwich e uma das juízas do concurso. “A astrofotografia preenche a lacuna entre arte e ciência, destacando a beleza natural do nosso universo”, completou.

Os vencedores serão anunciados no dia 10 de setembro e terão suas fotos exibidas no Museu Marítimo Nacional de Greenwich, também em Londres, a partir de outubro.

Júpiter ficará visível a olho nu hoje (14)

Para quem, assim como os fotógrafos amadores, gosta de observar as maravilhas do universo, aqui vai uma sugestão: Júpiter será o grande destaque no céu na noite desta terça-feira (14). O planeta estará em oposição ao Sol, o que significa que está no ponto de sua trajetória onde aparece mais brilhante para nós. O fenômeno ganhará uma “forcinha” porque Júpiter também está no perigeu, ou seja, o ponto de sua órbita onde ele está mais próximo da Terra.

O planeta pode ser facilmente visto a olho nu. Ele se parece com uma estrela brilhante e surgirá no horizonte, próximo ao Leste, a partir das 18h e atinge seu ponto mais alto no céu às 0h18 do dia 15, quando você deve procurá-lo ao sul.

Via: Live Science

Deixe sua opinião
Tags